MAÇONARIA UNIVERSAL
Segunda Feira 17 setembro 2007   

 

O RITO ESCOCÊS ANTIGO E ACEITO

 

 

Algumas autoridades chamam este o Rito Antigo e Aceito, mas as Constituições Latinas da Ordem designam, que este é o Rito Escocês Antigo e Aceito, ou Antigo e Aceito Rito Escocês, este título foi muito adotado geralmente e o correto nome do Rito.
Embora um do mais jovem dos Rito maçônicos, não tendo surgido antes do ano 1801, este á dos dias atuais o mais popular e difundido extensivamente. Supremos Conselhos ou Corpos Administrativos do Rito são encontrados em quase todo país civilizado do mundo, e em muitos deles é a única Obediência maçônica. A história de sua organização é brevemente isto: Em 1758, um Corpo de Maçons organizado em Paris chamados de o Conselho de Imperadores do Leste e Oeste. Este Conçelho organizou um Rito chamado o Rito de Perfetdion que consistiu em vinte e cinco Graus o mais alto de qual era o Príncipe Sublime do Segredo Real.
Em 1761, este Conselho concedeu uma Patente ou Deputation a Stephen Morin, enquanto autorizando que ele propagasse o Rito no Continente Ocidental, onde ele estava a ponto de consertar. No mesmo ano, Morin chegou à Cidade de Santo Domingo onde ele começou o disseminação do Rito, e designou muitos Inspetores, ambos para a India Ocidental e para os Estados Unidos. Entre outros, ele conferiu os Graus em Moses M. Hayes, com um poder de designar outros quando necessário.
Hayes designou a Isaac Da Costa a Patente de Deputado Inspector-Geral para Carolina do Sul que em 1783 introduziu o Rito naquele Estado pelo estabelecimento de uma Grande Loja de Perfeição em Charleston. Foram designados outros Inspetores subseqüentemente, e em 1801 um Conselho Supremo foi aberto em Charleston por John Mitchell e Frederick Dalcho.
Há evidência abundante nos Arquivos do Supremo Conselho que até aquele tempo foram reconhecidos os vinte e cinco Graus do Rito de Perfeição. Mas de repente, com a organização do Conselho Supremo, surgiu um Rito novo, criado pela adoção de mais oito dos graus avançados continentais, para fazer o Trinta e Três e não os Vinte e Cinco Graus do Rito.
O Rito consiste em Trinta e Três graus, e dividido em seis seções, cada seção que está debaixo de uma Jurisdição apropriada, como segue, abaixo:

I
- LOJA SIMBÓLICA
II
- LOJA DE PERFEIÇÃO
III
- CAPÍTULO ROSA CRUZ
IV
- CONSELHO DE KADOSH
V
- CONSISTORIO OU PRINCIPE SUBLIME OU MESTRE DO SEGREDO REAL
VI
- O SUPREMO CONSELHo

Estes às vezes são chamados os Graus Azuis ou Simbólicos. Eles não são conferidos pelo Rito escocês na Inglaterra, Escócia, Irlanda, ou nos Estados Unidos, porque os Conselhos Supremos se abstêm de exercitar jurisdição por respeito para a mais velha autoridade nesses países do York e Rito americano.
A classificação dos anteriores Graus é como eles são organizados na Jurisdição Sulista. Na Jurisdição maçônica do norte os graus de Consistorio começam a Pontífice Principal, o décimo nono, e incluem o trigésimo segundo, Príncipe Sublime do Segredo Real, e o Conselho de Príncipes de Jerusalém governa os décimo quinto e décimo sexto graus. Vários dos títulos dos Graus varia no uso deles pelos Conselhos Supremos mas a anterior mesa cobre a maioria destas variações. A Jurisdição Sulista omite a palavra por exemplo Principal dos nomes do décimo segundo, décimo quarto, décimo nono, vigésimo e vigésimo nono graus, e também usa Elu em vez das outras designações, omite o Chefe do trigésimo primeiro, e especifica o Mestre pelo trigésimo segundo
A História completa e revisada do Rito está na história feita pelo Doutor Mackey.
 

OS 33 GRAUS


O aprendizado maçom está dividido por etapas. Cada etapa é desenvolvida numa Câmara própria, com seus respectivos graus. São elas:

Lojas Simbólicas
-
do 1º ao 3º grau
Lojas de Perfeição
-
do 4º ao 14º grau
Capítulos
-
do 15º ao 18º grau
Conselhos de Kadosch
-
do 19º ao 30º grau
Consistórios
-
do 31º e 32º graus
Supremo Conselho
-
33º grau

1º Grau : APRENDIZ - O Aprendiz deve, acima de tudo, saber aprender.
É o primeiro contato com o Simbolismo Maçônicº Aprende as funções de cada um no templo e sempre busca o desenvolvimento das virtudes e a eliminação dos vícios. Muitos maçons antigos afirmam que este é o mais importante de todos os graus.

2º Grau : COMPANHEIRO - A fase de Companheiro propicia ao maçom um excepcional conhecimento de símbolos, além de avanços ritualísticos e desenvolvimento do caráter.

3º Grau : MESTRE - É o chamado grau da plenitude maçônica. No âmbito do Simbolismo (Lojas Simbólicas) é o grau mais elevado que permite ocupar quaisquer cargos. O Mestre possui conhecimentos elevados da história e objetivos maçônicos.

4º Grau : MESTRE SECRETO - Neste grau, além de outros conhecimentos, o maçom aprende as virtudes do Silênciº Avança, fantasticamente, no conhecimento de símbolos utilizados na Maçonaria em geral.

5º Grau : MESTRE PERFEITO - Aprende-se no 5º grau a meditação interior. Privilegia este grau, o princípio moral de render culto à memória de honrados antepassados. Completa o conhecimento dos graus anteriores.

6º Grau : SECRETÁRIO ÍNTIMO ou MESTRE POR CURIOSIDADE - É dedicado à necessidade de se buscar o conhecimento, sem o qual não há progressº Contudo, adverte para a vã curiosidade, capaz de gerar malefícios. Investiga-se a miséria social e as maneiras de combatê-las, dentre outras coisas.

7º Grau : PREBOSTE E JUIZ ou MESTRE IRLANDÊS - Neste grau estuda-se a eqüidade, os princípios da Justiça, o Direito Natural e alguns princípios éticos da liderança.

8º Grau : INTENDENTE DOS EDIFÍCIOS ou MESTRE EM ISRAEL - Dedica-se a estudar a fraternidade do homem através de valores como o trabalho e o direito à propriedade. Combate à hipocrisia, à ambição e à ignorância.

9º Grau : MESTRE ELEITO DOS NOVE - Estuda-se a realidade dos ciclos, as forças negativas e a força da reconstrução

10º Grau : MESTRE ELEITO DOS QUINZE - Estuda-se a extinção de todas as paixões e as tendências pouco proveitosas, censuráveis.

11º Grau : SUBLIME CAVALEIRO ELEITO ou CAVALEIRO ELEITO DOS DOZE - Dedica-se à regeneraçãº

12º Grau : GRÃO-MESTRE ARQUITETO - Estuda o poder da representação popular.

13º Grau : CAVALEIRO REAL ARCO - Estuda os magos pontífices do Egito e de Jerusalém.

14º Grau : GRANDE ELEITO ou PERFEITO E SUBLIME MAÇOM - É o grau mais alto das Lojas de Perfeiç㺠Proclama o direito inalienável da liberdade da consciência. Defende uma educação digna para que o homem possa ter governantes que assegure direitos e obrigações compatíveis.

15º Grau : CAVALEIRO DO ORIENTE - Dedica-se à luta incessante para o progresso pela razãº

16º Grau : PRÍNCIPE DE JERUSALÉM - Estuda a vitória da liberdade como consequência da coragem e perseverança.

17º Grau : CAVALEIRO DO ORIENTE E DO OCIDENTE - Explora o Direito de reuniãº

18º Grau : CAVALEIRO ROSA-CRUZ - É dedicado ao triunfo da Luz sobre as Trevas. É a libertação pelo Amor.

19º Grau : GRANDE PONTÍFICE - Fala sobre o triunfo da Verdade, estuda o pontificadº

20º Grau : MESTRE AD VITAM - É consagrado aos deveres dos Chefes das Lojas Maçônicas.

21º Grau : NOAQUITA ou CAVALEIRO PRUSSIANO - Estuda os perigos da ambição e o arrependimento sincerº

22º Grau : CAVALEIRO DO REAL MACHADO ou PRÍNCIPE DO LÍBANO - Estuda o trabalho como propagador de sentimentos nobres e generosos.

23º Grau : CHEFE DO TABERNÁCULO - Dedica-se à vigilância dos valores propagados pela Ordem e ao combate da superstiçãº

24º Grau : PRÍNCIPE DO TABERNÁCULO - Dedica-se à conservação das doutrinas maçônicas.

25º Grau : CAVALEIRO DA SERPENTE DE BRONZE - Dedica-se ao combate ao despotismº

26º Grau : PRÍNCIPE DA MERCÊ ou ESCOCÊS TRINITÁRIO - Estuda princípios de organização social através da Igualdade e Harmonia.

27º Grau : GRANDE COMENDADOR DO TEMPLO - Defende princípios de governo democráticº

28º Grau : CAVALEIRO DO SOL ou PRÍNCIPE ADEPTO - Estuda a Verdade

29º Grau : GRANDE ESCOCÊS DE SANTO ANDRÉ - É dedicado à antiga Maçonaria da Escócia.

30º Grau : CAVALEIRO KADOSCH - Fecha o ciclo de estudos no Kadosch. É um grau de estudos profundos a respeito do Simbolismo e Filosofia Maçônicos.

31º Grau : GRANDE JUIZ COMENDADOR ou INSPETOR INQUISIDOR COMENDADOR - Estuda o exame de consciência detalhadº Só os conscientes podem ser justos.Estuda-se História.

32º Grau : SUBLIME CAVALEIRO DO REAL SEGREDO - Estuda o poder militar.

33º Grau : SOBERANO GRANDE INSPETOR GERAL -É o último grau. Fecha o ciclo de estudos. É, em última análise, o maçom mais responsável ( pois todos o são!) pelos destinos da Maçonaria no país (no que tange ao Filosofismo).É o guardião, mestre e condutor da Maçonaria.

OBS.: O objetivo foi dar uma visão geral de cada um dos graus. Evidentemente os mesmos tem muito mais conteúdo do que foi comentado Bons livros de Maçonaria, dedicados ao público em geral, podem - com certeza - subsidiar de forma mais apropriada àquele que pretenda saber mais. Há livros que comentam quase tudo da Maçonaria. Os verdadeiros segredos, contudo, permanecem exclusivos: palavras de passe, os toques e os diversos sinais.